loader image

divisórias moduladas

50 ANOS

50 anos

Com nossos anos de mercado entendemos o que você precisa e garantimos o CONHECIMENTO para um trabalho extremamente profissional e transparente.

Pioneirismo

Pioneirismo

Sendo a primeira empresa a trazer divisórias modulares para o Brasil temos o orgulho de dizer que estamos sempre APRENDENDO e assim INOVANDO.
adult-aged-blur-834863.jpg

você está no artigo

Lugares silenciosos: ambientes para quem sofre com barulhos

Eu olho para cada peça de mobiliário e todos os objetos como uma escultura individual

-Elise de Wolfe

Quem vive em grandes centros urbanos, pode afirmar que a maior parte dos sons que nos rodeiam são acidentais e, em sua maioria, nada prazerosos. Segundo Julian Treasure, presidente da Sound Agency, os sons podem nos impactar de diversas formas: fisiologicamente, psicologicamente, cognitivamente e comportamentalmente, chegando a alterar a produtividade em espaços de trabalho e até as vendas de comércios e lojas. 

Como resposta a isso, o cuidado com o conforto acústico nos ambientes que frequentamos é uma atribuição não somente do engenheiro contratado, mas também do arquiteto responsável pelo projeto.

Primeiramente é importante entendermos que todos os materiais têm alguma atuação acústica, seja de reverberação, seja de absorção. Dessa forma, todas as superfícies de um espaço têm impacto no conforto acústico do ambiente, sejam elas pisos, tetos, forros e paredes, sejam objetos como mesas, cadeiras, bancos, quadros e até mesmo as pessoas que ali estão. 

Espaços fechados e muito cheios, com pessoas conversando, como restaurantes, exigem muito cuidado acústico. O Restaurante Barril de Paulo Merlini arquitetos, por exemplo, utiliza um acabamento no teto composto de ripas de madeira de pinho, afastadas 20mm umas das outras, e na parte superior, há um material de absorção acústica. Essa solução reduziu o ruído de reverberação em mais de 80% no restaurante. Além disso, as outras superfícies do restaurante também são em sua maioria de madeira e tijolos, que apresentam boa relação acústica.

Outro lugar onde a acústica é uma questão essencial são os escritórios e espaços de trabalho, ainda mais com o conceito de “open space” tão amplamente utilizado hoje em dia. Esses escritórios costumam usar essas estratégias em todas as superfícies possíveis. O Centro de Tecnologia de Edificações do Superlimão usa os acabamentos das paredes, tetos e pisos buscando o conforto acústico, misturando materiais sintéticos com outros naturais, como a madeira. Para cada espaço, uma demanda e para cada demanda, uma solução acústica. Nas salas de reunião, onde também se fazem conferências, os arquitetos optaram por acabamentos acústicos nas paredes, enquanto que nos amplos espaços de trabalho com várias pessoas, o tratamento é feito nos pisos e nos tetos.

Já no outro projeto do Superlimão, o Escritório Populos, os mesmos elementos de forro são utilizados como divisórias de espaços de trabalho, uma solução delicada e que traz interesse visual para o interior. Por outro lado, nos grandes espaços de trabalho, como as salas open-space que concentram uma grande quantidade de mesas com pessoas trabalhando, as soluções costumam envolver forros no teto, que também podem se tornar um elemento de identidade visual do espaço.

Quando pensamos em conforto acústico, primeiramente pensamos lugares como restaurantes e escritórios, tanto pelo volume de pessoas, quanto pela configuração de uso. Há, porém, lugares que precisam ser trabalhados acusticamente não somente para melhorar os espaços internos, mas por que têm como principal função serem acústicos, como é o caso da Escola Infantil Rockery for Play,  que usa tanto a geometria das salas, feitas com marcenaria, quanto a lógica dos materiais, para propor salas de música para os alunos. Outro projeto que usa de geometria e das regras de reflexão da madeira para garantir um espaço eficiente acusticamente é o The Suit da AnLstudio, um centro de convenções que precisa se adaptar a diversos usos diferentes e maximizar os sons internos. Para isso eles criaram um forro de madeira recortado que reflete e garante o bom funcionamento da sala.

Enfim, o domínio do conforto acústico é importante em qualquer tipo de projeto, desde grandes ambientes de trabalho até um quarto de casal. Isolar os sons exteriores e conduzir os sons internos é um desafio que se atende tanto com desenho e projeto, quanto com materiais, sejam naturais ou aqueles especializados disponíveis no mercado. Se inspirar a partir das práticas conhecidas é um primeiro passo para aplicar nos projetos do dia a dia técnicas que melhoram não só a arquitetura, mas principalmente a qualidade de vida daqueles que a habitam.

IMG-20200313-WA0034
IMG-20200313-WA0056
definindo espaços

50 anos de história

Iniciamos nossas atividades há mais de 50 anos, com o desafio de produzir divisórias de alto padrão com velocidade e qualidade. Alcançamos nosso objetivo e atualmente trabalhamos com representantes nos principais estados do Brasil, além de exportar para países da América Latina entre outros.

Desenvolvemos projetos especiais de Divisórias Piso-Teto e Divisórias Retráteis com elevada tecnologia acústica, utilizadas principalmente no meio hoteleiro, corporativo, onde hoje desfrutamos de uma posição privilegiada no cenário industrial brasileiro. 

entre em contato

Nosso formulário

onde estamos